Blog do Jota Parente

segunda-feira, janeiro 21, 2019

Prefeitura tem mais de 60 equipamentos


Nos 144 municípios do estado do Pará, nenhum deles, nem mesmo a capital tem uma estrutura de equipamentos como a nossa. Hoje temos mais de sessenta equipamentos. Ontem mesmo saíram de Santarém mais três caçambas zero, compradas com recurso de emenda parlamentar do deputado Francisco Chapadinha; embarcou em Belém uma máquina que o deputado José Priante destinou para Itaituba, uma retroescavadeira de quase R$ 1 milhão e semana passada chegaram mais duas retroescavadeiras.

Isso tudo acontece porque o município está adimplente. Muitas vezes, o deputado quer colocar emendas para outros municípios, mas, como muitos estão inadimplentes, correm para a gente” afirmou Valmir.

Receber os equipamentos é uma coisa, mantê-los em funcionamento é outra. O prefeito diz como mantém todas as máquinas trabalhando.

“Eu faço uma conta que qualquer pessoa pode fazer. Quando eu assumi o governo, havia um monte de coisas alugadas na garagem. Quanto as gestões passadas não pagavam por aqueles caminhões papa-lixo? Quanto pagavam para a Visatec? Pagavam quase R$ 1 milhão naquela época. Com esse dinheiro eu me viro para pagar o combustível e dar manutenção.

Quando a prefeitura aluga equipamentos, a empresa acerta para trabalhar por tantas horas, deu a hora, recolhe as máquinas. Com equipamentos próprios, a gente pode trabalhar 24 horas por dia se for preciso.

Nós temos oito equipamentos na Transgarimpeira fazendo a manutenção. Mesmo antes de receber as máquinas do convênio com o governo do Estado, o que aconteceu ano passado, a gente já tinha dado assistência para que aquela rodovia que é estadual não fosse cortada no inverno de 2017.

A região da Transgarimpeira é responsável por pelo menos 15% da economia do município de Itaituba. Não se pode deixar essa rodovia ficar intransitada porque isso dá um grande prejuízo para a nossa economia. Então, manter a Transgarimpeira trafegável no inverno e no verão é uma questão de economia, não, somente despesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário