Blog do Jota Parente

quarta-feira, março 06, 2019

Situação de caminheiros continua crítica na BR 163


O repórter Mauro Torres, o cinegrafista Dionei Alves e o editor e operador de drone, Arlyson Souza, da TV Tapajoara (SBT), estiveram no final de semana, no local onde se concentra uma imensa fila de carretas carregadas oriundas de Mato Grosso, com soja tendo como destino as estações de transbordo de cargas localizadas no distrito de Miritituba  e muitas vazias tentando retornar.

            Hoje, no telejornal Focalizando, foi exibida uma sequência de três matérias a respeito desse grave problema que já perdura por mais de duas semanas, que fez com que os mantimentos que os motoristas carregam para durar durante a viagem acabassem.
            As matérias foram cedidas pela TV Tapajoara para o blog do Jota Parente, que as publica a partir de agora, para que os leitores que não assistiram ao telejornal possam saber a verdadeira situação pela qual esses profissionais estão passando.
            Rubens Ferreira Aires viajava de Mato Grosso em companhia de sua, com destino aos portos de Miritituba, numa viagem que deveria durar apenas quatro dias e que foi interrompida, já estando no décimo sétimo dia de Sofrimento.
Sem comida e sem água, Aires precisa contar com a chuva para preparar o almoço, que já veio com uma doação...
“Por meio de umas pessoas que estavam passando por aqui, que tem um bom coração, a gente recebeu um pouco de arroz, umas bolachas para a gente passar, porque quem está aqui na Santa Júlia, alguns quilômetros atrás, durante três dias não tinha condições nem de tomar banho”.
 A situação de Reginaldo Martins não é menos crítica e tem a ver com a família. Ele já estava preso na rodovia quando recebeu a notícia de que o pai havia sofrido um infarto; desesperado, o caminhoneiro tenta convencer os homens do Exército de que precisa seguir viagem...
“Eu estou aqui para brigar por todo mundo, falar para todo mundo, porque todo mundo divulga sobre os caminhoneiros, dizendo que o tráfego da rodovia está sendo controlado pelo Exército, nas redes sociais. Isso não é verdade. Falaram que não podem fazer nada que. Esse é o apoio que o Exército dá pra gente. Na estrada todo esse tempo, longe de casa; e como é que fica? eles vão ajudar nós”?
Entre Itaituba e a divisa com Mato Grosso a reportagem constatou gigantescas filas de carretas; entre Miritituba e Novo Progresso a fila de carretas entrando para o Mato Grosso alcança mais de 70 km, calculadamente, 2.800 carretas. Elas estão por toda parte, em filas imensas.
Prefeito de Novo Progresso
A grande quantidade de carretas em Novo Progresso provocou um verdadeiro caos social, a ponto de a prefeitura apelar pela suspensão do envio de carretas de Mato Grosso para Zona Portuária de Itaituba, então.
Enquanto isso, o Exército se mantém às voltas com a situação de crise em cinco pontos da BR, trechos não pavimentados que passam de 42 km. As informações chegaram ao diretor-geral do DNIT, General Gomes, que decidiu por uma visita aos pontos críticos acompanhado do diretor de obras de cooperação do exército e dos comandantes do 53º Batalhão de Infantaria de Itaituba e do 5º BEC, de Santarém...
 Já tem, creio que cerca de 15 dias que as chuvas não param; isso aí agravou a situação; tem um problema também que a gente não contava, que é o número de caminhões que vieram para. A gente tem uma análise não muito precisa, mas, gente acha que quase dobrou o número de caminhões”.
O diretor-geral do DNIT veio de carro e visitou todos os pontos críticos deste trecho da BR entrevista o general Gomes Filho, deu a notícia que todos aguardavam.  Ele anunciou que o governo federal já tem a conclusão da Br-163 como meta prioritária para o ano de 2019.
“A BR 163 é prioridade no DNIT, é prioridade no Ministério da Infraestrutura. Sabemos da grande relevância que ela tem para economia do país, e nem se fala em termos regionais; é por isso que dentro da nossa prioridade ela será pavimentada esse ano com certeza”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário