Blog do Jota Parente

quinta-feira, fevereiro 28, 2019

Paulo Preto é condenado a 27 anos pela Lava-Jato de SP

O ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, apontado como operador do PSDB 29/08/2012 Foto: Aílton de Freitas / Agência O GLOBO SÃO PAULO (Folha) - Apontado como operador do PSDB de São Paulo, o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza , conhecido como Paulo Preto , foi condenado nesta quinta-feira pela juíza Maria Isabel do Prado, da Justiça Federal de São Paulo, a uma pena de 27 anos e oito dias de prisão por fraude a licitação e formação de cartel. 

Dessa pena, sete anos devem ser cumpridos em regime fechado. Essa foi a primeira condenação conseguida pela força-tarefa da Lava-Jato em São Paulo.

Neste processo, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou Vieira e outras 32 pessoas pela formação de um cartel de empreiteiras para a construção do trecho sul do Rodoanel, que conecta as principais rodovias da reigão metropolitana de São Paulo, e outras sete obras viárias contratadas pelo governo do estado. O processo foi desmembrado e apenas o ex-diretor da Dersa foi condenado nesta quinta-feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário