Blog do Jota Parente

sábado, fevereiro 02, 2019

Irmãos Moreira Salles e reforços geram ansiedade no Botafogo

Zé Ricardo pode poupar o time para confronto internacional Foto: Dudu Macedo / Agência O Globo Clube se aproxima da contratação de Cícero, ex-Grêmio, e dribla polêmica sobre investimento

Depois da eliminação precoce na Taça Guanabara, o técnico Zé Ricardo quebra a cabeça para transformar o Botafogo em um time mais forte no ataque e seguro na defesa a tempo da estreia na Sul-Americana, quarta-feira, contra o Defensa y Justicia (ARG). Além de cumprir tabela, o jogo de domingo contra o Boavista, em Bacaxá, servirá de laboratório para um treinador que busca uma luz.


Os meias João Paulo e Leo Valencia, capazes de um toque mais refinado, estão machucados e não devem enfrentar o Defensa. A diretoria busca reforços e está perto de um acordo com Cícero, ex-Grêmio, mas não há prazo para um anúncio.

— Cícero está perto de defender o Botafogo. Faltam ajustes finais — disse o vice de futebol, Gustavo Noronha, ontem.

A falta de um articulador ficou nítida contra o Resende, quando o time mal conseguia furar a defesa adversária. Sem um nome à disposição com esse perfil, Zé Ricardo terá de adaptar um jogador ou mudar a forma de jogar. O desfalque de Leo Valencia tira ainda do Botafogo um especialista na bola parada.

— Valencia tem a característica de dar boas assistências. Não dá para saber se os resultados seriam diferentes, mas as chances (de classificação) aumentariam — reconheceu o treinador.

Marcio Padilha, vice de comunicação do Botafogo, causou polêmica após a derrota para o Resende ao escrever, em seu perfil no Twitter, que a torcida “abandonou o Botafogo”. A declaração surgiu em resposta a uma internauta, que questionava uma suposta resistência da diretoria alvinegra a aceitar o apoio financeiro dos irmãos botafoguenses Walter e João Moreira Salles, cineastas e empresários.

“O problema é que essa ansiedade não é boa. A torcida abandonou o Botafogo”, escreveu Padilha.

A mensagem recebeu uma enxurrada de respostas, a maioria com críticas duras a Padilha e à diretoria alvinegra de modo geral. Ontem, em entrevista no estádio Nilton Santos, o presidente Nelson Mufarrej disse que o clube avalia internamente a polêmica nas redes sociais. Mufarrej também argumentou que a ansiedade pelo apoio dos Moreira Salles pode minar a negociação.

— Incomoda a eles essa ansiedade, por mais natural que seja. Querem ajudar o Botafogo. Vamos dar esse crédito a eles, sem ficar forçando. Tenho certeza que vai sair, mas vamos deixar em banho-maria —pediu. ( O Globo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário