Blog do Jota Parente

segunda-feira, janeiro 21, 2019

Valmir falou sobre a chuva de segunda-feira, 14/01


Choveu segunda-feira, dia 14 de janeiro, como diz o ditado, de cachorro beber água em pé de cabeça pra cima. Foi água para ninguém botar defeito por horas seguidas, a maior chuva do presente inverno, que provocou muitos alagamentos pela cidade e críticas para a administração municipal.

“Eu estava no aeroporto para viajar. Naquele dia, em Belém, no apartamento do deputado Hilton Aguiar, onde eu estava, vi o noticiário no G1 informando que a maior chuva dos 5.700 municípios brasileiros tinha caído em Itaituba.

Segundo o G1, caiu um total de 137 milímetros de água. (No observatório meteorológico de Itaituba, a chuva foi de 90 milímetros). Depois eu fui à Casa Civil, e caiu uma chuva tão grande lá, que a chuva dava no para-choque da camionete.
         
Quando a gente faz uma drenagem, como foi feito na Lago dos Patinhos e na Curva da Morte, na Transamazônica, ela é feita para mais ou menos 60 centímetros de água, mas, quando cai bem mais que isso, vai alagar. A diferença é que hoje em dia, em pouco tempo está tudo seco, como aconteceu na Lagoa dos Patinhos.

Nós temos um problema sério que é a falta de colaboração de boa parte da população, que joga tudo na rua entupindo os bueiros. É uma questão de falta de educação.

Nessas áreas onde fizeram casas sobre lugares alagados, as pessoas jogam colchão velho, geladeira velha e tudo quanto é tipo de lixo. Não é só problema da prefeitura, mas, principalmente de quem mora nessas áreas e próximo a elas. É preciso que haja colaboração da população. E quando chega alguém de fora, que vê isso, a culpa vai ser sempre do prefeito, que não cuida da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário