Blog do Jota Parente

sexta-feira, janeiro 25, 2019

Fazendeiro acusado de chacina chega a Belém para cumprir 152 anos de prisão


Fazendeiro acusado de chacina chega a Belém para cumprir 152 anos de prisão  (Foto: Reprodução)José Edmundo Ortiz Vergolino, acusado de ser o mandante da execução de oito trabalhadores rurais, ocupantes da Fazenda Ubá, em 1985, no município de São João do Araguaia, no sudeste paraense, chegou em Belém para cumprir os 152 anos de prisão estipulados pela justiça. A prisão do fazendeiro ocorreu na última quinta-feira (24), em sua residência, em Marabá. 

O avião utilizado para o transporte do acusado foi solicitado pelo próprio governador do Estado, Helder Barbalho. A prisão do pecuarista, que teve repercussão internacional, ocorreu por volta das 9h da manhã. Durante a abordagem policial, o fazendeiro, de 82 anos, não esboçou nenhum tipo de reação e entregou-se aos agentes que participaram da ação. Antes de vir para a capital paraense, ele ainda passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Marabá. 

Após os exames, o acusado foi levado para o aeroporto do município, onde um avião do Grupamento Aéreo de Segurança Pública o aguardava, com policiais que fizeram a escolta do fazendeiro até Belém. 

O acusado chegou cumprir pena no ano de 2006, no presídio de Marabá, e pouco depois teve concedida a prisão domiciliar. No ano de 2007, as Câmaras Criminais Reunidas concederam alvará de liberdade provisória a José Edmundo.

Somente no ano de 2017, foi expedido um novo mandado de prisão definitivo, pela 2ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, com a condenação de 152 anos de reclusão, que até então não havia sido cumprido. Em 1999, o caso da Fazenda Ubá foi levado à Corte Internacional de Direitos Humanos pelo Centro Pela Justiça e o Direito Internacional e pela Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos. 

A Polícia Civil não informou onde o mesmo irá cumprir os 152 anos de reclusão. 

(Com informações do Zé Dudu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário