quinta-feira, abril 01, 2021

Quem será o candidato do prefeito Valmir Clímaco a deputado estadual?

            A eleição para deputado estadual, assim como para deputado federal, senador e presidente da República vai ser somente em outubro do ano que vem, mas, as pedras já estão sendo mexidas. São muitas as conjecturas, como é normal em política. Algumas vingam, outras não.

          Ulisses Guimarães dizia, que em política, não se deve estar tão próximo que amanhã não possa ser adversário ou inimigo, nem tão distante, que amanhã possa ter dificuldade para estar próximo. Principalmente no Brasil, onde o pluripartidarismo predomina, a frase do Doutor Ulisses, o Senhor Brasil, é uma verdade incontestável.

          Pois é, aqui em Itaituba, nem bem virou o ano, começaram as conversas, inicialmente informais, sobre a eleição para deputado estadual, principalmente essa, embora esteja interligada com as eleições para governador, deputado federal e senador.

          Quem será o candidato do prefeito Valmir Clímaco a deputado estadual? Se fosse hoje, provavelmente seria o deputado Hilton Aguiar, mas a eleição só vai acontecer ano que vem, tempo suficiente para muita coisa mudar, até mais de uma vez.

          Eu perguntei ao prefeito, como anda a convivência política entre ele e Hilton. A resposta foi que está bem, está normal. Perguntei, também se é verdade que ele não gostou da secretária de Cultura Sueli Aguiar estar filiando-se no PSC. Valmir disse que não tinha nada a comentar sobre esse assunto.

          Dentre as possibilidades de candidaturas que são aventadas atualmente, cogita-se o nome de Hilton Aguiar como candidato a deputado federal, fazendo dobradinha com sua esposa, Sueli, que poderia vir candidata a deputada estadual.

Ocorre que também o ex-deputado federal Francisco Chapadinha, irmão de Hilton, também mantém conversas sobre uma possível candidatura ao mesmo cargo federal.

Trata-se de uma família, que sempre caminhou unida nas eleições anteriores. Com a experiência política que Hilton, Chapadinha e Nicodemos, o vice-prefeito, tem, a probabilidade de isso acontecer não soa como plausível, porque seria dividir forças e correr o sério risco de morrer todo mundo abraçado.

No começo do ano, ao participar do programa O Assunto é Este, na Alternativa FM, Hilton falou sobre uma possível candidatura a deputado federal, desde que contasse com apoio efetivo do governador Helder Barbalho, que até estaria propenso a fazê-lo. O partido seria decidido depois, com alguma chance de ser o MDB.

O deputado federal José Priante, que conta com os votos de Itaituba, não ficou muito satisfeito com essa engenharia política. Além de ser um dos maiores caciques do partido no Estado, Priante é sobrinho de Jader e primo de Helder, motivos mais que suficientes para jogar água fria na fervura.

Essa semana surgiram informações não oficiais dando conta de que Helder trocaria alguns indicados de Hilton por nomes apontados por outro deputado estadual em órgãos do Estado na região. Todavia, embora essa possibilidade sempre exista, pois tratam-se de cargos de confiança, seria de estranhar se isso acontecesse, pois do ponto de vista da política estadual, Hilton é a maior liderança da região Sudoeste do Pará, sendo um deputado com enorme chance de reeleger-se novamente, se tentar renovar seu mandato.

Ele já faz parte da base de apoio ao governo, então, não seria uma jogada inteligente, abrir mão de um deputado que tem peso político e pode ser muito importante para aumentar a votação do atual governador na disputa da reeleição.

Quanto ao motivo pelo qual o prefeito não teria ficado satisfeito com a possibilidade da filiação de Sueli Aguiar ao PSC, o desconforto atende pelo nome de senador Zequinha Marinha, que é o presidente da sigla no Pará, que está se assanhando para sair candidato ao governo do Estado, ano que vem.  

Uma coisa que posso afirmar sem medo de errar é que, se permanecer mais ou menos como está, o prefeito Valmir Clímaco deverá apoiar a candidatura de Hilton Aguiar a deputado estadual, mas, com uma mudança substancial na sua participação na campanha: não haverá mais apoio exclusivo a apenas um candidato.

Jota Parente

Nenhum comentário:

Postar um comentário