quinta-feira, janeiro 14, 2021

Vou tomar a vacina porque prefiro acreditar na Ciência

Novos casos de Covid-19 sendo registrados e crescendo diariamente em Itaituba e no Pará, decreto do prefeito, decreto do governador com o objetivo de frear o novo crescimento da propagação do vírus, mas, para muita gente parece que isso está acontecendo em outro planeta.

Ontem eu estava aguardando a minha vez para ser atendido em um hospital da cidade. Todos estavam de máscara, menos uma funcionária que entrou de cara limpa e ficou de um lado para o outro, sem que ninguém a lembrasse da necessidade do acessório de segurança.

Nas ruas a gente continua vendo muita gente sem máscara, desafiando o coronavírus e o bom senso, uma vez que esse pessoal coloca um monte de pessoas em risco, a começar pelos seus familiares que ficam em casa. Quando retornam, podem muito bem levar o vírus para os pais ou avós que não saem de casa com medo de se infectar.

Está chegando a tão sonhada vacina contra a Covid-19, recebida com muita esperança pela maioria, mas, tem um percentual significativo de brasileiros que desconfiam, principalmente da vacina chinesa, a Coronavac, que o Instituto Butantã está produzindo.

Com uma eficácia de 50,38%, a Coronavac despertou muitas perguntas nos brasileiros, que gostariam que ela tivesse um percentual bem mais elevado de imunização. Até aí, tudo normal;

Os que seguem cegamente os passos do presidente Jair Bolsonaro dizem que não irão se vacinar. Muitos médicos estão entre esses. O presidente não ajuda em nada quando manda decretar sigilo de 100 anos no seu cartão de vacinação.

Com uma área de 1,9 milhão de quilômetros quadrados e uma população de 267,7 milhões de habitantes, a Indonésia vai por um caminho diferente do Brasil. Lá, Joki Widodo, o presidente do país, será o primeiro a se vacinar.

Seria tão mais fácil se o nosso presidente agisse como uma criatura civilizada, puxando o cordão da vacinação. Mas, aí já é pedir demais dele.

Eu vou tomar a vacina, porque estou cansando de ficar recluso, e prefiro ficar com a palavra da Ciência.

A seguir, o blog publica uma matéria da BBC Brasil a respeito de estudos concernentes à vacina chinesa e das consequências para quem toma e para quem não toma.

Jota Parente

Nenhum comentário:

Postar um comentário