Blog do Jota Parente

quinta-feira, fevereiro 21, 2019

Mais de 67 mil eleitores paraenses devem procurar a Justiça Eleitoral para se regularizar

2,6 milhões de eleitores faltosos poderão ter o título cancelado no Brasil. A lista com os nomes de quem não votou nas últimas três eleições já está disponível.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) liberou nesta quarta-feira, 20, a listagem com os nomes dos eleitores faltosos que não compareceram às urnas nos três últimos pleitos. Em todo território nacional 2.645.785 eleitores foram identificados como faltosos pela Justiça Eleitoral poderão ter o título cancelado caso não regularizem sua situação no período de 7 de março a 6 de maio.
No estado, 67.145 eleitores devem procurar o cartório eleitoral mais próximo para se regularizar. De acordo com o cronograma estabelecido pelo TSE, os cartórios eleitorais devem afixar as listagens dos eleitores faltosos. Somente aqueles que estiverem nessa condição, deverão regularizar sua situação a partir do dia 7 de março. Os prazos para a execução dos procedimentos relativos ao cancelamento dos títulos eleitorais, bem como para a regularização é previsto na Resolução de número 23.594/2018, do TSE.
Com o título cancelado o eleitor fica impossibilitado de sacar benefícios sociais, emitir passaporte e carteira de identidade, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, entre outros.
Alerta
A Justiça Eleitoral ressalta que, não emite nenhum tipo de e-mail, mensagem ou notificações alertando o cidadão. Os eleitores devem ficar atentos ao recebimento de mensagens neste tipo.
Mensagens falsas começaram a circular com conteúdo relacionado ao cancelamento do título eleitoral e, em geral, pedem a atualização de dados cadastrais através de um link que a Justiça Eleitoral não reconhece. Para se certificar de que não há pendências em seu documento, o eleitor deve consultar sua situação na página do TSE, no site do TRE do Pará - tre-pa.jus.br -  ou no cartório eleitoral mais próximo de sua residência.
Fonte: Ascom TRE

Nenhum comentário:

Postar um comentário